O sono e a recuperação muscular

Se você está buscando resultados melhores com o seu treino, é preciso ficar de olho na qualidade da sua recuperação muscular!

Tanto para quem busca hipertrofia muscular, quanto para quem quer melhorar sua performance, ela faz toda a diferença.

O sono é o alimento da atividade muscular!

Durante o sono muitos hormônios são liberados para fazer toda a parte de regeneração tecidual, oxigenação sanguínea e restabelecimento da homeostase e alguns destes hormônios e talvez os principais no âmbito da atividade física são o hGH e a leptina.

O hGH é liberado na fase mais profunda do sono (estágio 4) pelas células somatotrópicas encontradas na hipófise anterior. É difícil precisar o horário de liberação do hGH pois isso depende do horário que a pessoa dorme  e até mesmo o tempo que a pessoa leva para chegar as fases mais profundas do sono. Pessoas com apnéia do sono, por exemplo, tem dificuldade de atingir as fases mais profundas e com isso tem sua liberação de hGH comprometida.

O hGH atua estimulando o crescimento dos músculos, queima de gordura e construção óssea. Por isso sua importância na recuperação e regeneração muscular.

Já ​a leptina, é um hormônio produzido pelas células de gordura do organismo e tem a função de regular o peso corporal através do apetite. A sua liberação durante o sono auxilia no controle do peso e do percentual de gordura corporal.

Além disso, dormir auxilia o desempenho cardiovascular e mantém a oxigenação do sangue, fazendo com que o treino consiga ser ainda mais intenso e de alta performance. Ou seja: quem não descansa o suficiente, acaba sofrendo com uma queda na performance ou uma síndrome do overtraining.

O sono também regula a temperatura do corpo e os neurotransmissores, fazendo com que o corpo funcione de forma mais eficiente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat